Arquivo da tag: WorkingSet

Usando Working Sets no Eclipse

Quem não tem mais de uma workspace do Eclipse que levante a mão. Alguém!? Alguém!? Tenho certeza que todos que trabalham com o Eclipse há algum tempo, por mais organizado que seja já se pegou gerenciando duas, três, quatro ou mais workspaces.

Isso sempre foi um problema pra mim, especialmente pelo modo que o Eclipse gerencia suas configurações, que são particulares para cada workspace. Isso é bom, é um modelo legal e funciona super bem. Não era bom pra mim pois eu estava teimando em usar as workspaces de forma errada, então eu sempre tive um sério problema com as configurações, pois elas estavam sempre diferentes entre cada workspace.

Eu sempre tentei separar os projetos por clientes, por área de interesse ou por atividade. Uma workspace de projetos open source, outra do cliente ABC, outra do cliente XPTO, outra de projetos que eu estava estudando o código e assim por diante. Os problemas na hora de trabalhar eram vários, por exemplo: um repositório criado numa workspace era só dela, um atalho configurado na outra ficava só lá, um bookmark também, ou templates de código também. Resumindo, a bagunça ficava gigante e a redundância de configurações então nem se fala.

Então resolvi jogar tudo pra uma workspace só. Problema resolvido!? O das configurações sim, mas de brinde ganhei um novo: performance. Outro hábito não muito bom que eu tenho é o de manter todos os projetos abertos. São tantos projetos (141 atualmente) que só pra abrir o Eclipse demorava muito tempo. Depois, pra abrir/buscar um tipo (CMD+SHFIT+T), por exemplo, demorava de mais para indexar, limpar a workspace então nem pensar. A solução que eu encontrei foram as Working Sets, um recurso que sempre esteve ali presente e eu nunca dei bola.

As Working Sets são grupos de trabalho que podem concentrar um ou mais projetos e funcionam como se fossem várias workspaces. No meu caso as working sets caíram como uma luva para a minha antiga distribuição de workspaces. Ao invés de usar várias workspaces por clientes, agora mantenho uma única workspace com várias working sets, algumas de clientes, outras de estudo, etc. Isso resolveu o meu problema de configurações completamente e com as working sets eu posso escolher em que vou trabalhar num determinado momento e ver somente aqueles projetos, resolvendo também o problema de performance.

E para quem quiser usar as working sets, seguem algumas dicas.

Ativando a visualização por working sets

O passo essencial é trocar a visualização de Projetos para Working Sets, isso é bem simples. Veja a imagem a seguir:

eclipse_ativar_working_sets

Gerenciando suas working sets

No próximo passo você deverá criar as suas working sets e associar cada uma delas com os projetos que quiser.

eclipse_visualizando_working_sets

Crie, modifique ou remova qualquer working set.

eclipse_gerenciando_working_sets

Trabalho feito, agora basta escolher em qual working set quer trabalhar e pronto, paz e sossego.

eclipse_go_into_working_set

Lembre-se que você pode optar por fechar ou abrir todos os projetos de uma working set bem como “ir e voltar” para qualquer uma delas.