Procrastinação não

Já faz algum tempo que eu tento ser mais produtivo no meu dia-a-dia: no trabalho, nos estudos, na leitura e até em atividades extra curriculares, o que importa é conseguir o melhor resultado com o menor trabalho possível e, desta forma, tentar fazer sempre mais e mais atividades com menos tempo, ou no mínimo fazer melhor com a mesma quantidade de tempo.

tomorrowProcrastinação é o diferimento ou adiamento de uma ação. Para a pessoa que está procrastinando, isso resulta em stress, sensação de culpa, perda de produtividade e vergonha em relação aos outros, por não cumprir com suas responsabilidades e compromissos…” Retirado da WikiPedia.

- Ou popularmente conhecida como: “Deixar pra amanhã o que poderia ser feito hoje”

Eu sempre fui um procrastinador, sempre. Mas de alguma forma (não me pergunte como) conseguia controlar um pouco as coisas e era claro pra mim quando eu estava procrastinando. Mas de um tempo pra cá as coisas começaram a piorar e os níveis de procrastinação estavam ficando altos de mais, num ponto onde até mesmo os membros do meu time já estavam me dando feedback sobre esse meu comportamento. Já era a hora de mudar e eu precisava fazer alguma coisa.

Garfield_sono

Eu comecei tentando priorizar as coisas que mais estava me incomodando, como a minha inbox lotada. A meta era inbox zero, e eu consegui. Mas não foi suficiente e eu precisei ser um pouco mais drástico e incisivo nas mudanças.

Como eu estou tentando procrastinar menos:

  • Pomodoro: Há alguns meses conheci a “Pomodoro Technique” através do Bruno Carvalho, companheiro de time da minha época de globo.com. Li todo o livro e gostei muito da técnica, mas na época estava, talvez, no auge da procrastinação e, lógico, deixei de lado. Mas agora não, resolvi dar um basta e começar a aplica-la no dia-a-dia.
  • Twitter: Acabou o acompanhamento em tempo real. Um pomodoro de manhã e outro de noite para me atualizar um pouco de twitter já bastam, se for o caso de postar alguma coisa eventualmente poderei fazer isso direto na página do twitter.gmail labels
    • Estarei ‘desinformado’!? Talvez de 80% de futilidade e ‘re-twitts’, sim! Mas isso é bom. Se houver algo realmente importante que eu precise saber (de verdade) isso chegará até mim de outra maneira, a vai sim, não vai ser por não acompanhar o twitter em tempo real que perderei os tópicos mais engraçados ou importantes.
  • Google Reader: Outro grande vilão e causador de muita procrastinação. Já estava igual aos e-mails, mesmo sem nenhum item não lido eu permanecia na página aguardando alguma novidade aparecer. Agora, assim como o twitter, os pomodoros estão sendo contados para esta finalidade.
    • Ficarei desatualizado!? De forma alguma. Continuarei lendo os meus 6.000++ feeds por mês, só que de forma mais efetiva e sem atrapalhar no trabalho, afinal cada coisa tem a sua hora.
  • E-mail: Este é um ponto delicado, muito delicado. Hoje, depois de muito custo e trabalho eu tenho todas as minhas contas integradas no gmail: @gmail.com, @jeveaux.com, @giran.com.br, @portaljava.com e mais algumas, tudo num único lugar.
    • E agora!? Bom, agora eu ainda não sei o que vai acontecer com o e-mail, mas já estou reformulando os filtros e utilizando caracteres especiais nos labels para alterar a ordem em que eles aparecem para tentar me desconcentrar menos e manter apenas os assuntos mais importantes no meu campo de visão.
  • Instant Messengers: As conversas em msn e gtalk sempre atrapalham bastante também e são ótimas para fazer-te perder o foco. Por mais concentrado que estivermos às vezes aparece um aviso no growl de uma nova mensagem e pronto, lá se foi toda a concentração e a conversa começa.
    • Infelizmente não posso deixar o Adium fechado, mas consegui encontrar uma boa solução. Eu estou utilizando o Pomodoro Desktop para me ajudar a controlar o tempo dos pomodoros e felizmente existe um script para integra-lo ao Adium. Então, quando estiver num Pomodoro o status é mudado para ‘ocupado’ e quando termino o pomodoro o status volta para ‘disponível’, tudo automaticamente. Não faz milagres, mas já ajuda um pouco.

Um pouco sobre a técnica do tomate

A Pomodoro Technique basicamente resume-se a dividir melhor o seu tempo em fatias pré-definidas. Mas vai além de apenas dividir melhor o seu tempo, você precisa respeitar as divisões de tempo e, principalmente: concentra-se totalmente na atividade que estiver sendo feita. Por exemplo:

#Pomodoro 03: Revisar configurações de integração contínua

  • Tenho 25 minutos para realizar (ou tentar) esta tarefa. Devo me concentrar nela, então nada de twitter, IMs e qualquer outra coisa que possa interromper o meu trabalho. 25 minutos passam voando: concentração é tudo.
  • Ao concluir este pomodoro eu tenho 5 minutos de parada: um cafézinho ou uma olhadinha no e-mail ou twitter são permitidas, mas o tempo é restrito: 5 minutos, e ponto final.
  • Após repetir 4 pomodoros a parada é maior: 15 minutos para descansar um pouco mais. Geralmente é a hora de levantar ou pegar uma partidinha de Guitar Hero aqui com o pessoal da Giran.

Alguns materiais relevantes se você quiser aprender um pouco mais sobre os Pomodoros e como aplica-lo no seu dia-a-dia:

pomodoro desktop

pomodoro desktop

Essas são algumas  atitudes e mudanças que eu estou introduzindo no meu dia-a-dia e no meu trabalho. Por enquanto estão dando certo comigo. Se você também passa por problemas de procrastinação como os meus, tente mudar também, as dicas que eu passei neste post são completamente particulares e voltadas para a minha necessidade, mas quem sabe não podem servir para você também!? Não custa nada tentar.


36 comentários sobre “Procrastinação não

  1. Pingback: Demerval Jr.
  2. Pingback: Elton Vinicius
  3. Pingback: Luiz Taborda
  4. Muito bom o post jeveaux, agente acaba perdendo o foco mesmo, eu tbm estou tentando organizar o meu tempo “online”, com o Google Reader até que não tenho problemas porque são em dois momentos que vejo as notícias, agora tenho que tirar o contador do echofon (twitter fox)… lançemos a campanha: “Procrastinação não”… aquele abraço…

  5. Boa!
    Sou procastinador de primeira :|
    A única maneira de conseguir trabalhar direito é não ficar em casa… Trabalhar em algum lugar mais formal, tipo a faculdade.

  6. Pingback: Ale Uehara
  7. Pingback: Carlos Brando
  8. Pingback: Franco Carbonaro
  9. Pingback: Fernando de Amorim
  10. Pingback: Cairo Noleto
  11. Pingback: Vinícius Amaral
  12. Pingback: Marcio Santos
  13. Pingback: Fabio Rehm
  14. Pingback: Azenval Mateus
  15. Realmente , o amigo tem toda a razão . Ainda vem que VC achou soluções ante nossas atividades cotidianas restarem comprometidas pela amazonica infiltração de informações cibernéticas que nos transportam para o mundo virtual . O que vale na verdade é o nosso mundo atual e para isso temos que trabalhar conscientes ! Parabens pelopost !

  16. Ola amigo,

    Ha 2 anos me deparei com o mesmo problema, e procurando na internet localizei uma tecnica muito difundida entre os americanos chamada GTD (Getting Things Done), e consegui controlar quase todos os problemas de tempo que possuo.
    abracos e boa sorte

  17. E isso ae meu ótimo artigo! Eu conheci o Pomodoro Technique esses dias e já to fazendo aliado há algumas técnicas de GTD que já vinha utilizando há algum tempo. Quase na perfeição!!!

    Abraços e parabéns pelo artigo.

  18. Fala povo do tomate! Estou desenvolvendo um timer desktop para Pomodoro. Dá uma olhada aí:

    http://code.google.com/p/tomighty/

    Idéias, sugestões, etc. são bem vindos. Tem várias coisas que vou adicionar no aplicativo ainda (como lista de tarefas, por exemplo), mas ele já está bem “usável”. Também vou traduzir logo para português. Testado apenas no Windows 7/XP, suporte a Linux e MacOS está nos planos.

    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>