Erros comuns ao iniciar com Python

Eu já andei escrevendo algumas coisas sobre python aqui no blog, já faz um tempinho, tudo bem, mas ainda são uma boa fonte de consulta para quem não sabe nada a respeito e quer começar a aprender. Depois que parei de escrever sobre python no blog parei também de estudá-lo, infelizmente. Há alguns dias encontrei meu livro Learning Python e resolvi ler mais uma vez pra refrescar a memória, já que aqui no trabalho tem alguns fanáticos por Ruby (não que eu não goste de Ruby, eu gosto também) que detestam python.

Logo nos primeiros quinze capítulos do livro encontrei e relembrei da famosa instrução pass do python, não sei como pude me esquecer de uma instrução tão importante. Basicamente, para quem não conhece, o pass no python está para as instruções assim como o None está para as atribuições, ou seja, ela simplesmente não faz nada, é uma função null/None/nil, como preferir e existe apenas para fins de utilização onde a sintaxe obrigue a existir uma instrução, como num while infinito, por exemplo.

Voltando aos pontos comuns de erros:

  • Dois pontos
    Em instruções compostas (if, while, for, etc) não use mais os parênteses (brackets), em python você deve usar dois pontos – :
  • Endentação e espaços em branco
    Siga um modelo de tabulação consistente e único no seu script. Se você começou usando dois espaços, ou tabulação de 4 espaços ou seja o que for, mantenha-a. O interpretador, geralmente, não saberá o que fazer se você misturar vários de tipos de tabulação e espaçamento.
  • Comece sempre na coluna 1
    Certifique-se sempre de começar a primeira linha do seu código na primeira coluna disponível, principalmente se estiver usando o prompt interativo. É muito comum que um espaço ali tire o seu sono.
  • Atribuições com tipos mutáveis e imutáveis
    Estude e tenha certeza de que realmente aprendeu o comportamento dos tipos de dados em python – listas, dicionários, strings e números. Não pense que se você sabe a linguagem XPTO que os concentois serão os mesmos, principalmente, não pense que isso será uma perda de tempo. É muito comum, por exemplo, fazer uma atribuição como: lista = lista.append(alguma_coisa). Com esta atribuição a única operação será atribuir None a lista e com isso perder completamente a referência para a sua lista de verdade.

Esses são os erros que sempre me incomodam e são os que eu sempre acabo fazendo, certamente que existem outros detalhes pontuais que muita gente deve passar ou ter passado. De qualquer forma, em tempos de desenvolvedores poliglotas, estes tipos de detalhes aparecerão e se tornarão cada vez mais importantes.


3 comentários sobre “Erros comuns ao iniciar com Python

  1. Eu comecei com Python tb e to gostando muito.
    Pra quem vendo do mundo Java é uma diferença absurda e isso que é legal.
    Só li até agora parte do tutorial do Guido e o livro Dive Into Python do Mark Pilgrim (Free).
    E aí deseja vender não o seu Learning Python? :)

  2. Leonardo, infelizmente não vendo o livro não hehehe. Se tivesse dito isso antes de eu ter lido novamente até venderia, pois estava esquecido aqui num canto. Mas agora que li novamente o gosto foi “renovado” :D

  3. De fato, Python é muito legal. Muito rápido de aprender e ajuda você a perder tempo no que realmente importa, nas regras de negócio.
    Muito bom para quem está começando ou pra quem não quer perder muito tempo em fazer uma aplicação.
    Recentemente optei por fazer um script apenas para fazer o dump de informações de um site do governo. Em java eu teria perdido horas. Com as expressões regulares do Python e a urllib foi muito tranquilo.
    Parabéns pela iniciativa Jeveaux. Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *